Quais as principais diferenças entre um Estágio e uma Vaga de Trainee?

Quando estamos na faculdade é muito comum ouvirmos falar do tal processo seletivo de trainee e piadas culpando o estagiário por erros em jornais. Mas qual a real diferença entre os dois? Você precisa fazer os dois para ser bem sucedido na sua carreira? Muitos acham que estágio é mais fácil de conseguir pois é “mão de obra barata” ou ainda que, pelo processo seletivo, os trainees tem pessoas mais qualificadas que os estágios. Mas realmente, quem é quem na sua carreira e como identificar qual é o seu momento?

Vamos começar pelo Estágio: pela Lei nº 11.788, de 25 de setembro de 2008, o estágio “é ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que visa à preparação para o trabalho produtivo de educandos que estejam frequentando o ensino regular em instituições de educação superior, de educação profissional, de ensino médio, da educação especial e dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos”, ou seja, ele não é considerado um trabalho e sua jornada máxima é de 6 horas por dia, podendo as vezes ser de apenas 4h.

A grande função de um estagiário é aprender e ajudar seu gestor. Quando você entra para um estágio dentro de uma empresa não é esperado que você tenha experiência e suas responsabilidades são de auxiliar e principalmente aprender sobre a área onde atua. Além disso, você tem uma série de benefícios que são obrigatórios por lei e o programa pode durar até no máximo 2 anos, quando a empresa pode dispensá-lo ou efetivá-lo. O importante é saber que, independente da empresa ou área, você deve tentar absorver ao máximo o que aprender em seu estágio.

É durante o estágio que aprendemos sobre a área que desejamos atuar, também começamos a ver o que é ter responsabilidades como prazos, reuniões, projetos, principalmente como é o ambiente de trabalho, como nos comportar em um ambiente mais formal e profissional, e vamos aos poucos amadurecendo para uma possível efetivação.

Agora você deve estar se perguntando “e o trainee”? O trainee, diferente do estágio, é um programa de formação de liderança. E por mais que ele tenha esse nome mais requintado, nada mais é do que um funcionário configurado dentro da CLT (Consolidação das leis do trabalho) que “estatui as normas que regulam as relações individuais e coletivas de trabalho, nela previstas”. Ou seja, você é efetivado desde o começo.

O trainee em geral é voltado para um público um pouco (mas nem tanto) mais maduro do que o estágio. O programa de trainee tem um intuito de formar a futura geração de líderes e prometem job-rotation (passagem por diversas áreas da companhia) e rápida ascensão na carreira, além de terem um salário CLT – em geral – mais alto que a média do mercado o que acaba atraindo muitas profissionais para os processos, que por decorrência tornam-se mais competitivos.

O ideal é que o trainee esteja no final da faculdade ou seja um recém formado, já que participará de projetos maiores e enfrentará mais responsabilidades. O Trainee não tem benefícios como o estágio e é um regime de 40 horas semanais, podendo chegar a 44h, além de muitas vezes requerer mudanças de cidade e viagens rotineiras.

Como podemos ver, os dois são programas importantes para a formação de um profissional. Você não precisa de um estágio para conseguir entrar em um trainee, e você não precisa de um trainee para conseguir sua primeira vaga de analista, porém os dois são experiências que ajudam na formação de um profissional.

Como já falamos em outros posts o importante é conhecer a si mesmo e explorar as oportunidades, ler mais sobre as empresas que você quer atuar e sobre a área que tem interesse. Tanto como trainee quanto como estágio você vai aprender muito e cabe a você entender em qual momento você se encontra na sua carreira. Um tem uma bolsa auxílio muitas vezes simbólica, mas é um começo da sua formação profissional, e o outro apesar de ser mais atraente economicamente tem uma carga muito maior de responsabilidade e horas, ou seja, requer tempo para empenho e dedicação.

Por último é importante lembrar que o estágio não tem limite nem mínimo de idade, alguns contratam a partir do 2o semestre, outros até o último e está muito mais ligado ao estudo do que a experiência. Já o trainee busca pessoas com tempo mais livre para se dedicar integralmente ao trabalho, e costumam contratar pessoas novas e com pouca experiência que queiram conhecer mais sobre o mercado e a empresa como um todo. É sempre bom procurar bem o que você quer de verdade, aqui na Page Talent sempre estamos atualizados com as últimas e melhores vagas  de trainee e estágio para você. Dá uma olhada e comece já a impulsionar sua carreira na direção certa! 



Voltar